?Máquinas ou seres humanos¿

Em regra, achamos que os contos ou fábulas são ficção, palavras bem arranjadas, seres imaginários ou sociedades humanas representadas por animais, por exemplo. Contamos as histórias às crianças, mas será que nós próprios as lemos com o olho mais importante de todos? Ou debitamos palavras sem as escutar propriamente? Bom link para quem gosta de contos e fábulas.

contosefabulas.png

Venham lá comigo nesta pequena brincadeira de crianças. Não desistam já de continuar a ler. Se tiverem filhos e não compreenderem o que vou escrever, chamem-nos e peçam-lhes para vos explicar o que está por trás das palavras. Que emoções, que ilações e conclusões retiram. Eles, ao contrário de nós, são puros, inocentes, apesar de todos os dias criarmos mecanismos para os tornar adultos em corpos de crianças.pais_filhos_tecnologia

Chuva de estrelas, publicidade com crianças, direcionada a crianças (futuros consumistas) e adultos (presentes consumistas), os que têm cash para satisfazer todas as necessidades das crianças. Mimar com bens ao invés de comprar o que as crianças precisam para desenvolver toda a sua inteligência e bons atributos. É mais fácil gastar 10 euros em bugigangas do chinês do que gastar 20 euros num mini laboratório, por exemplo, ou até 10 euros num bom livro, que Eduque e não que eduque. Também é mais simples quando ligamos a tv, os colocamos em frente a ela e esperamos que sozinhos aprendam algo. Com os computadores e com os tablets a mesma coisa. Compramos isso para eles, mas quantos pais é que têm noção das páginas por onde os filhos andam a navegar? Poizzz… Navegam ao sabor do vento e da sua mente. É um tiro no escuro ou não? Depois é fácil apontar o dedo ao ensino, ao ministério da educação ou ao governo em geral. Se formos de outra cor política então ainda mais fácil é. Parecemos registadoras a somar os valores que alguém vai teclando. Hehehe O que somos afinal?

toys_us.jpg

uberlandia

Os nossos filhos não são menos inteligentes do que os filhos dos alemães, ingleses, franceses, holandeses, suecos, noruegueses, dinamarqueses ou de outras sociedades que tantas vezes eu e muitos gostamos de tomar como termo de comparação. Simplesmente, mimamos as crianças mas não as Educamos. Depois, quando são adultos, ou ficam em Portugal de mão esticada para São Bento, têm cunha, são de famílias ricas ou influentes na sociedade, ou são inteligentes e saem, porque este retângulo é pequeno para desenvolvermos todas as nossas capacidades. Também há os que galgam e alcançam sucesso pelo seu próprio pé, mas em 1000 só 10 conseguem.

O modelo social, ao contrário do que os capitalistas e democratas apregoam, está desfasado do contexto atual, do desenvolvimento tecnológico e social, de um mundo global onde a informação circula todo o Planeta em apenas 30 segundos. Quanto tempo demoram os portugueses a saber que houve um grande terramoto no outro lado do globo, por exemplo? Podia continuar com mais exemplos. Não foram os políticos que nos deram a democracia ou o desenvolvimento social. Muito pelo contrário. Eles só atrasam o progresso e desenvolvimento. Criam cercas atrás de cercas, invisíveis aos nossos olhos. Estamos todos presos e não nos damos conta.

cavalo

Ainda não perceberam que TODOS os políticos nos fazem o que alguns de nós fazemos a um pássaro, quando o colocamos dentro de uma gaiola? Todos nós estamos em gaiolas invisíveis aos olhos do mais distraído. Não me considero distraído, mas considero-me impotente para tamanha mudança global. Somos tantos que gostaríamos de viver noutro modelo social, mas até no momento em que esses tantos se juntam e discutem as soluções, de um só grupo nascem 10.000 grupos, 10.000 ideias e soluções. É difícil. Quantos planetas Terra existem realmente? Quem sabe responder? Quem me responder um não é digno de discutir este tema comigo, desculpem a pouca humildade. Mas está para além do que raciocinamos e do que é lógico. Sai do campo dos números, da matemática, para entrar na metafísica e no eu enquanto espírito individual e não enquanto eu-sou, eu-ego. Complicado? Nem por isso. É de uma simplicidade tremenda. Ninguém pode viver a vida de ninguém, ou pode? Há alguém que me consiga substituir? Na realidade não. Sou insubstituível. E todos vocês também. Podem pedir ao vosso pai ou mãe que vivam por vocês? Não. Podem pedir compaixão e ajuda, mas que alguém viva por vocês é fisicamente impossível. Então, para mim há tantos planetas Terra quanto seres humanos vivos em cada instante. Quantos somos no total? Não digam um número exato, sabem porquê? Ainda não terminaram de escrever 7.254.321.5…. e já o número mudou. Hehehe. Usem lá a matemática para explicar isto… Só a filosofia e a metafísica entram aqui. Sai da frente Einstein, deixa os Sócrates e os Pitágoras falarem agora. Desculpa lá génio, és bom mas os outros também. Com licença. 😉
Science-Kombat

Atenção que creio que só o é porque não apostamos na Educação com o objetivo de criar uma sociedade forte a nível cultural, tecnológico, científico, cívico e que valorize, antes de mais nada, o bom que tem. Somos maus? Somos. Somos mesquinhos e invejosos? Somos. Egoístas e individualistas? Sim. Quer dizer, então não temos solução? Discordo. Temos. Mas não queremos. Foram séculos de catolicismo e Inquisição que defendeu esse mesmo catolicismo. Por isso somos os coitadinhos, de quem ____ deve ter misericórdia. E tem, dá-nos paz, aqui não rebentam bombas, não há revoluções violentas há mais de 100 anos. Fantástico, dirão alguns. Maldição, digo eu. Perdoem-me, mas volto a repetir esta crueldade. Venha de lá um igual ao de 1755 mas que abane o país todo e não só Lisboa. Tem de ser. Se nesta crueldade a minha vida for ceifada é porque tinha de ser. Por isso, não me venham com lamechices de “se soubesses que ias morrer não dizias isso, ou que se soubesses que a tua família morria toda não dizias isso, bla bla bla. Só vos digo, já estão mortos e ainda não se deram conta.

mortos-vivos-zupi

Nascemos para isto? Para sermos como catos? Cato a planta, não um dos povos germânicos. Gosto muito de catos, mas somos seres humanos. Cada um deve assumir a sua responsabilidade neste Planeta. Somos símios, de onde alguns dizem que todos derivamos, ou somos seres com alma e espírito mais evoluídos? Não vou discutir se os animais também têm livre-arbítrio ou alma e espírito, porque a ciência já provou que sim. http://hypescience.com/os-animais-tambem-possuem-livre-arbitrio/ Bastava o nosso bom senso na observação da natureza, mas tudo bem. Precisamos que os senhores de bata branca nos digam que sim, para conseguirmos encontrar um compartimento no nosso computador quântico, químicos e físico, onde isso possa ter lugar. Enfim!

morro-da-piramide

Depois de um abanão talvez nos tornássemos mais amigos uns dos outros. Andamos todos de costas voltadas. Deixámo-nos absorver pela tecnologia e a individualidade que a mesma permite. Não deixamos que a filosofia tenha o seu espaço junto da matemática e da geometria descritiva. Porquê? Quem nos está a levar para este abismo difícil de voltar? Destruir é fácil. Na praia, um lindo castelo de areia, com ameias, fosso e até príncipes e princesas, dragões, estrelas do mar e água salgada, que demoram duas horas a edificar, desaparecem com o passar de uma pequena onda, ou de um pé agressivo, destruidor, que precisa de libertar raiva naquele momento. E tudo o que é era. Plim. Do nada. Agora coloquem isto a um outro nível. Adultos, sociedade real, cheia de castelos de areia e de pequenas ondas (1755) incontroláveis, apenas podemos prevenir, e de pés violentos, egos ainda maiores que o edifício mais alto do mundo. Putin, Bush, Merkel, Sarkozy, Barroso, Aznar, Hitler, Átila, Maomé, Napoleão, Roosevelt, Bolívar… A lista não tem fim. Líderes que promovem a guerra e a discórdia. Poder pelo poder. O objetivo não é construir uma sociedade melhor. É sempre o poder pelo poder. Por isso cientistas e filósofos são perseguidos consoante o poder vigente.

bob-marley

Qual foi o regime político da história que acabou com coisas tão simples como a sede, a fome, a falta de abrigo para TODOS os seres humanos, roupa para todos ou a garantia de inclusão social, por via da Educação? São apenas cinco pontos que poderiam fazer toda a diferença e acabar com guerras, divisões absurdas e imaginárias, sectárias, religiosas e sociais. Mas somos catos. Há lobos, touros, ursos, águias, minhocas, galinhas e outros animais e plantas que poderia usar para representar cada um de nós. Mas não o vou fazer porque livros de fábulas e contos não faltam. Leiam-nos com olhos de ver e mudarão o vosso Ser. Gozem e ridicularizem o que acabei de escrever e mantenham-se máquinas. Só agora peguei no título do post. Pareço o sr Marques Mendes a falar da Abreu no seu comentário de domingo à noite na SIC. Em 26 minutos dedicou um minuto a falar sobre o “tema do título”! Pensem bem e verão que todo o post está relacionado com o título. 🙂

Bem-haja a todos, família, não-família, amigos, não-amigos… Que todos tenham sucesso e possam ser aquilo que desejam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s